Superexposição de corpos cria geração de viciados em plásticas

Um defeitinho aqui e outro ali todo mundo têm. Mas para algumas pessoas, ter o nariz um pouco torto, uma cicatriz aparente ou a boca muito fina é inadmissível a ponto de provocar um descontrole psicológico e uma preocupação obsessiva que caracterizam o transtorno dismórfico corporal.

A patologia já preocupa os especialistas que veem no cenário atual de excessiva preocupação com a estética um campo fértil para o desenvolvimento de mais casos. “Estudos mostram que 7% dos pacientes que procuram tratamentos dermatológicos e cirurgias plásticas apresentam a síndrome”, afirma a cirurgiã plástica Renata Pereira Tavares.

Leia mais: http://www.otempo.com.br/interessa

TELEFONE

(031) 2514-7776 • (031) 2514-5777 • (031) 99907-4077

E-MAIL

contato@renatatavares.com.br

ENDEREÇO

Rua Aimorés, 2480/10º andar • Santo Agostinho • BH/MG

Copyright © 2015 • Renata Tavares • Todos os direitos reservados

Roberto Freitas Designer